PAIF - Programa de Atenção Integral à Família

O que é PAIF – Programa de Atenção Integral à Família?

 

O PAIF é um programa estratégico do SUAS – Sistema Único de Assistência Social, por integrar os serviços socioassistenciais, programas de transferência de renda como o PBF - Programa Bolsa Família, BPC - Benefício de Prestação Continuada, PETI – Programa de Erradicação do Trabalho Infantil e benefícios assistenciais, potencializando, assim, o impacto das ações de assistência social para as famílias.

São destinatários do PAIF as famílias em situação de vulnerabilidade econômica e em risco social, em especial as beneficiárias de programas de transferência de renda ou famílias com membros que recebem benefícios assistenciais, pois a situação de pobreza ou extrema pobreza agrava a situação de vulnerabilidade social das famílias.

 

Conceitos:

Vulnerabilidade Social – situação decorrente da pobreza, privação, ausência de renda, precário ou nulo acesso aos serviços públicos, calamidade pública, fragilização de vínculos afetivos e de pertencimento social decorrente de discriminações etárias, étnicas, de gênero, sexualidade, deficiência, entre outros, a que estão expostas às famílias e indivíduos e que dificultam seu acesso aos direitos e exigem proteção social do Estado;

Risco Social – diz respeito ao agravamento das situações reconhecidas como de vulnerabilidade social.

 

Informações Gerais:

O desafio de integrar serviços e benefícios, bem como o acompanhamento destas famílias pelo PAIF, consta do Plano Decenal de Assistência Social, constituindo-se em prioridade as seguintes situações consideradas de maior vulnerabilidade social;

1 – Famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família em descumprimento de condicionalidades;

2 – Famílias do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil – PETI em descumprimento de condicionalidades;

3 – Famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família e/ou em situação de risco com jovens de 15 a 17 anos.

 

Além disso, o PAIF deve voltar sua atenção para:

 

1 – Famílias com presença de pessoas que não possuem documentação civil básica;

2 – Famílias com crianças de 0 a 6 anos em situação de vulnerabilidade/ou risco social;

3 – Famílias com indivíduos reconduzidos ao convívio familiar, após cumprimento de medidas protetivas e/ou outras situações de privação do convívio familiar e comunitário;

4 – Famílias com pessoas idosas;

5 – Famílias com pessoas com deficiência.

 

O Acesso às Ações do PAIF ocorre por meio de:

 

a) demanda das famílias e indivíduos em situação de vulnerabilidade social;

b) busca pró-ativa de famílias, realizada pela equipe de referência do CRAS; e

c) encaminhamento realizado pela: rede socioassistencial, serviços setoriais e órgãos públicos, pelos conselhos de políticas e/ou defesa de direitos.

 

As ações do PAIF potencializam a família como unidade de referência, fortalece os vínculos internos e externos de solidariedade, por meio do desenvolvimento do convívio, socialização, autonomia e protagonismo das famílias, bem como pelo desenvolvimento de projetos coletivos e pela promoção do acesso aos programas de transferência de renda, benefícios assistenciais e aos demais serviços socioassistenciais e setoriais.

Sobre o CRAS Objetivo Principal Serviços Oferecidos Assistência

CRAS – Centro de Referência de Assistência Social em Acreúna, que tem o compromisso de aprimorar a atuação preventiva, protetiva e proativa dessa Unidade, para que avancemos na direção de um padrão societário mais justo e mais solidário, no qual cada criança, jovem, idoso, pessoas com deficiência, beneficiários dos Programas PBF – Programa Bolsa Família, BPC – Benefício de Prestação Continuada, Projovem Adeolescente - Programa Nacional de Inclusão de Jovens, PETI – Programa de Erradicação do Trabalho Infantil, sejam elas de áreas urbanas, rurais e todos os demais segmentos sociais que engrandecem o nosso município para que tenham melhores condições de vida, oportunidade de realizar seus potenciais e contribuir para a construção de uma Acreúna para todos.

Previnir situações de risco por meio do desenvolvimento de potêncialidades, aquisições e do fortalecimento de vínculos familiares, comunitários e sociais da população atendida, contribuindo para a sua inclusão social; executar atividades de orientação, encaminhamento e acompanhamento das famílias, contribuindo para a prevenção de situações de risco, promoção, proteção e inserção social; potencializar a rede de serviços; prestar também atendimentos às crianças e adolescentes, idosos, portadores de deficiência, em situações de violência ou discriminação, beneficiários do Programa Bolsa Família, principalmente os que estão descumprindo as condicionalidades do programa; entre outros.

Atendimento psicossocial, atividades socioeducativas, visitas domiciliares, palestras nas escolas, grupos de convivências e grupos informacionais tais como: Adolescentes, Gestantes e Beneficiários do Programa Bolsa Família, Cursos Profisssionalizantes.

Público Alvo

Indivíduos e famílias em situação de vulnerabilidade e risco pessoal, que habitam o território de abrangência do CRAS.

Funcionamento

Segunda a sexta-feira das 8h às 11:30hs e das 13:30hs às 17:00hs.